Blog

Após intercâmbio, estudantes do Ismart voltam ao Brasil inspirados

04/09/14

Nas últimas férias, seis alunos do Ismart que ainda cursam o ensino médio tiveram a oportunidade de fazer intercâmbio em universidades americanas de ponta. Três foram para Yale, dois para Notre Dame e um para Harvard.

Na foto acima, o aluno Abidan Henrique da Silva, do Colégio Sidarta (Cotia).

Os estudantes participaram de aulas teóricas e práticas, além de atividades extracurriculares. Ficaram hospedados nos dormitórios dos câmpus e conheceram jovens de outros países.

Aluno do Colégio Sidarta, de Cotia, Abidan Henrique da Silva viajou para Harvard, onde passou sete semanas estudando inglês. Ele até ganhou prêmio por ter escrito uma das melhores redações de conclusão de curso. “Na verdade, acho que não aprendi só inglês em Harvard. O inglês foi só a língua que os professores utilizaram para ensinar sobre liderança e desenvolvimento de pensamento crítico, algo que vai além do simples aprendizado do idioma.”

Thaís Mayumi Nagura, a mais nova do grupo de intercambistas, foi para Notre Dame. Ela participou do programa iLed, cuja duração é de 15 dias. “Tem até planetário dentro da universidade”, conta a aluna, que cursa o 1º ano do ensino médio no Colégio Santo Américo, em São Paulo.

A carioca Gabriele Santos, do 3º ano do Colégio Santo Inácio, também aproveitou a viagem a Notre Dame. “As aulas foram incríveis. No laboratório de ciências, por exemplo, decodificamos DNAs e trabalhamos com alguns ossos para saber se pertenciam à mesma pessoa e para determinar a causa da morte, algo bem prático, como se estivéssemos naquele seriado CSI.”

Três alunos de São Paulo participaram do programa Explo em Yale, que teve três semanas de duração. Enya Costa, do Colégio Objetivo, ficou impressionada com a ênfase dada à prática na universidade americana. “Nada lá é visto somente em livros e anotações. O objetivo é fazer o aluno experimentar, colocar em prática o aprendizado”, diz. Rafael Carlos, do Colégio Marista Arquidiocesano, voltou com a certeza de que quer cursar a graduação no exterior. “As aulas eram muito diferentes do que estamos acostumados no Brasil.”

Já Gustavo Silva, do Colégio Bandeirantes, gostou do Explo porque também teve a chance de conhecer outros lugares dos Estados Unidos, além do câmpus de Yale. O estudante foi a Nova York, onde assistiu a musicais da Broadway e conheceu o prédio da ONU e a Estátua da Liberdade. “Certamente voltei desses passeios com algumas das lembranças mais marcantes do intercâmbio.”

Todos os alunos compartilharam suas impressões sobre o intercâmbio no blog http://intercambioismart.wordpress.com.

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.