Blog

Bolsista do Ismart fará curso de verão na Universidade Stanford

02/03/15

O bolsista do Ismart Pedro Henrique Cardoso Navarro, que está no 3º ano do ensino médio no Colégio Uirapuru, em Sorocaba (SP), foi selecionado para um curso de verão na Universidade Stanford, nos Estados Unidos.

Este será o segundo programa de verão do qual Pedro Henrique participará. Em 2013, quando ainda cursava o 1º ano do ensino médio, o aluno foi para Notre Dame, outra universidade americana.

+ BLOG ‘ISMARTANOS NO EXTERIOR’: Pedro Henrique em Notre Dame

Em Stanford, ele estudará Cosmologia. “Quero fazer faculdade de Engenharia Química, mas também curto bastante Astronomia e Astrofísica. Então eu vou aproveitar este summer program para aprender sobre coisas diferentes”, diz o bolsista, que ficou em primeiro lugar na última Jornada Brasileira de Foguetes – torneio organizado pela Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog) com apoio da Agência Espacial Brasileira (AEB). Pedro Henrique e outros três estudantes do Colégio Uirapuru bateram o recorde da competição: o foguete da equipe, construído com garrafas PET e movido pela mistura de vinagre com bicarbonato de sódio, alcançou cerca de 333 metros após o lançamento.

Pedro Henrique soube do processo seletivo para o curso em Stanford a cinco dias do fim do prazo de inscrição. “O processo de aplicação foi bem corrido e cansativo”, diz. “Tive de passar as madrugadas escrevendo as redações. Ao todo, mandei uns 10 ou 11 textos diferentes.”

Expectativa

Segundo o aluno, foi necessário apresentar cartas de recomendação, anexar trabalhos acadêmicos e comprovar a necessidade de receber bolsa. “No dia 4 de março, recebi um e-mail da universidade informando que consegui bolsa integral. Ela cobre gastos com alimentação, passeios, material e hospedagem no dormitório do câmpus. As passagens aéreas ficarão por minha conta, e já estou correndo atrás para providenciar o dinheiro”, explica. O curso começará em 21 de junho (no verão do hemisfério norte) e terá 20 dias de duração.

Pedro Henrique já está cheio de expectativas. “Será uma experiência incrível conhecer Stanford, uma das universidades onde eu gostaria de estudar no futuro, e fazer um curso sobre algo que gosto muito e com pessoas do mundo inteiro. Esta é mais uma daquelas chances que aparecem para te mostrar que o mundo tem muito mais a oferecer.”

Atualmente, o maior objetivo do bolsista é passar na seleção de alguma universidade americana. Ele já está sendo preparado pelo programa Oportunidades Acadêmicas, do EducationUSA, um órgão com mais de 400 centros de orientação ligado ao Departamento de Estado dos Estados Unidos. Pedro Henrique também participa de várias atividades que podem ajudar em sua candidatura. Recentemente, juntou-se a um amigo para lançar um projeto social chamado Motivando o Futuro, que visa a difundir o interesse pelas ciências entre alunos de escolas públicas.

Importância do Ismart

Ex-aluno da Escola Estadual Professor José Odin de Arruda, Pedro Henrique entrou no Ismart pelo projeto Bolsa Talento, no processo seletivo de 2012. “Gosto de comparar o Ismart a uma chave que me deu acesso a várias oportunidades. Muito além de ser um projeto de bolsas de estudos, o Ismart me trouxe uma fonte de inspiração e sonho grande. Vejo pessoas correndo atrás de seus sonhos, entrando nas melhores universidades do mundo, se esforçando para alcançar seus objetivos e mudar sua realidade”, diz.

“Quando entrei no Ismart, passei a gostar mais de encarar desafios, pois sabia que era através deles que alcançaria as melhores oportunidades. O projeto coloca as oportunidades na minha frente, e cabe a mim encarar ou não o desafio de conquistá-las. Foi assim que consegui a bolsa para Notre Dame em 2013, que passei no programa de Stanford e que tentarei entrar em uma universidade nos Estados Unidos.”

* Editado em 09/03/15 para inclusão de informações sobre a bolsa de estudo

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.