Blog

Fazendo a Diferença: Karolyne Calheiros, Rosângela Silva e Rosane Ferreira

08/05/15

* Este texto faz parte da seção Fazendo a Diferença, em que o Ismart promove um reencontro entre um educador de escola pública e um aluno que passou no processo seletivo de bolsas de estudo graças à inscrição deste professor. O educador conta ao Ismart como identificou o potencial do aluno e o bolsista fala das suas principais realizações depois que entrou para o projeto. O Fazendo a Diferença é uma das ações do Deixe sua Marca, programa de relacionamento do Ismart com educadores da rede pública.

É fácil encontrar bolsista do Ismart entre os alunos da Escola Municipal Ary Barroso, na zona norte do Rio de Janeiro. Em um rápido passeio pelo pátio, no intervalo das aulas da tarde, a diretora e sua adjunta no colégio, Rosângela Silva e Rosane Ferreira, chamaram um, dois, três estudantes para conversar e tirar algumas das fotos que ilustram este post.

O primeiro a ser “parado” foi Cláudio Cinelli, bolsista do Projeto Alicerce, do Ismart, no Colégio de São Bento. Depois, Mariana Victorino e Pedro Santos, ambos do Projeto Ismart Online.

Na ponta do lápis, são 16 bolsistas nos projetos do Ismart (Alicerce, Bolsa Talento, Programa de Desenvolvimento de Universitários, além do Ismart Online).

+ CONHEÇA O PROGRAMA ‘DEIXE SUA MARCA’

Os números comprovam: a Ary Barroso é um celeiro de talentos. Quer outro exemplo? Em 2014, entre os 42.620 alunos da rede municipal do Rio de Janeiro matriculados no 9º ano do ensino fundamental, apenas 11 tiveram notas acima de 9 em todas as disciplinas, do início ao fim do ano letivo, e ganharam o Prêmio Mérito Escolar, da prefeitura. Todos da Ary Barroso.

A escola, localizada no bairro de Cordovil, tem 393 alunos divididos em dez turmas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental. “Nos preocupamos com o futuro das crianças. Logo que elas entram na escola, chamamos os pais para apresentar o nosso projeto político-pedagógico e também os projetos com os quais temos parceria, entre eles o Ismart”, diz a diretora Rosângela Silva, na Ary Barroso desde 1991 e gestora da unidade há 17 anos.

Pedro, Mariana, Karolyne e Cláudio: alunos do Ismart

Pedro, Mariana, Karolyne e Cláudio: alunos do Ismart vindos da EM Ary Barroso, no Rio

Futuro

A professora acredita que é papel da escola, além de proporcionar um ensino de qualidade, encaminhar os alunos talentosos para projetos onde a habilidade acadêmica possa ser mais bem desenvolvida. Por isso, além do Ismart, a Ary Barroso incentiva os alunos a disputar vaga em colégios de ponta da rede pública, como Cefet, Faetec, Pedro II e Nave.

A diretora-adjunta Rosane Ferreira é sua principal aliada nesse trabalho. “Não é a região onde mora que ‘faz’ a pessoa. É o seu sonho e também a sua dedicação”, afirma. Segundo ela, todos os alunos da escola são informados sobre o processo seletivo do Ismart, mas só alguns são indicados pela direção. “Na verdade, nem é a escola quem indica. Esses alunos se ‘autoindicam’, digamos assim, por terem excelente desempenho escolar, compromisso com os estudos e o que a gente chama de ‘perfil Ismart’. Ou seja, são muito dedicados e têm o acompanhamento de perto da família.”

Todas essas características foram observadas na aluna Karolyne Calheiros, indicada pela escola para o Projeto Alicerce em 2010. Hoje, aos 17 anos, ela cursa o 3º ano do ensino médio no Colégio pH. “A primeira pessoa a me falar sobre o Ismart foi Rosângela. Ela me inscreveu no processo seletivo e, enquanto eu estava no Alicerce, me apoiou muito em tudo que podia”, diz Karolyne, que, a pedido do Ismart, reencontrou a professora em uma visita à sua antiga escola.

Rosane Ferreira, diretora-adjunta, a bolsista Karolyne e a diretora Rosângela

Rosane Ferreira, diretora-adjunta, a bolsista Karolyne e a diretora Rosângela Silva

Caminho

Desde que entrou para o projeto, Karolyne tem se destacado. Ganhou premiação por seu desempenho na Prova Única, uma avaliação padronizada aplicada a todos os bolsistas do Ismart, e acumulou várias indicações para o Prêmio Protagonistas, que reconhece os alunos que mais “personificam” as crenças do Ismart, como “O talento só se concretiza por meio do esforço pessoal” e “A excelência é a base para os resultados desejados”. Neste primeiro semestre de 2015, Karolyne também foi premiada com uma bolsa na escola de idiomas Cultura Inglesa, parceira do Ismart.

Ao saber das conquistas da ex-aluna, Rosângela sorriu, satisfeita. “Karolyne sempre foi uma aluna exemplar, que estuda e tem foco. A gente não esquece a atuação dela aqui na escola e o envolvimento de sua família com a rotina da filha no colégio.”

Agora, o foco de Karolyne é passar no vestibular para o curso de Direito. Quer ser promotora pública ou, como advogada, atuar nas áreas civil, trabalhista ou familiar. “No Ismart eu aprendi a sonhar mais alto e a trabalhar para alcançar meus objetivos.”

Diante de tanta determinação, Rosângela afirma: “Eu podia já estar aposentada, mas quando vemos os meninos e as meninas da escola falando assim, já encaminhados, dá um gás para continuar com o meu trabalho e indicar mais alunos para o processo seletivo do Ismart”.

Para Karolyne, que desde 2012 não ia à Ary Barroso, ficou um sentimento de satisfação. “Esta escola faz parte da minha vida. Foi muito bom reencontrar a Rosângela e refletir sobre como começou o caminho que estou trilhando. Bateu uma saudade boa.”

Ary_Barroso-5

Ary_Barroso-4

+ Fazendo a Diferença: Michael Schardosim e Regina Baltieri

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.