Blog

Eu escolhi viajar

10/08/15

* Por Larissa Spina

Em Yale nós temos aulas incríveis e atividades especiais. Além disso, há uma programação especial e que tem tudo haver com a Explo: as viagens. Seja para diferentes cidades, museus, parques, espetáculos e atividades esportivas, as viagens têm um mesmo objetivo: explorar! Tem-se a oportunidade de descobrir coisas novas em lugares completamente diferentes.

Ao todo são quatro viagens. Eu escolhi o workshop de Edição de Filme (ao qual dedicarei um post específico) e outras três viagens a Nova York. Meu objetivo era conhecer um pouco (sim, um pouco, nem perto do suficiente!) desta cidade caótica. Até o momento, a cidade mais louca que eu conhecia era minha terra natal, São Paulo. Todavia, Nova York supera em milhares de vezes esta insanidade! O tráfego, a multidão, os anúncios, tudo lembra um filme, só que agora eu faço parte do elenco.

Esta foi a minha primeira vez de fato em Nova York e, apesar de não ter amigos entre os meus companheiros de viagem, não foi difícil de fazê-los. Apenas um “oi” e você já interage pelo resto do dia! Logo fiquei próxima de um grupo, que saiu comigo para explorar a região no tempo livre.

Durante o free time nós temos tempo para fazer um lanche, compras, enfim, qualquer coisa que seja dentro do espaço autorizado pelos monitores. Nesta exploração, meus amigos e eu achamos a Biblioteca Pública de Nova York. Algo que não estava nos planos, mas que foi divertido de conhecer.

Biblioteca Pública de Nova York

Biblioteca Pública de Nova York

Depois do almoço nós caminhamos pela Broadway em direção ao nosso espetáculo: “O Fantasma da Ópera”. Preciso dizer que fiquei deslumbrada com o lugar e completamente desnorteada na aglomeração! Foi neste momento que me senti em um filme.

Este foi o meu primeiro musical, então, não preciso dizer que estava ansiosa! Também não conhecia a história, e não me decepcionei! O espetáculo foi simplesmente maravilhoso!

Minha segunda viagem foi triste e cansativa. Eu comecei o dia no Memorial do World Trade Center. Um lugar lindo, maravilhoso, do tipo que eu sentaria para ler, mas carregado de dor e sofrimento. No lugar antes ocupado pelas Torres Gêmeas há duas piscinas, que seguem as mesmas medidas dos edifícios e tem os nomes de todos os falecidos em suas bordas.

Depois subimos a torre ao lado (One World Trade Center) que serve como museu e de onde é possível ver a cidade de Nova York. Realmente é muito bonito! De lá, também era possível ver a Estátua da Liberdade, meu próximo destino!

Durante a tarde seguimos para a Estátua da Liberdade. Claro que foi necessário pegar um barco, e por isso foi uma longa e cansativa viagem. Era um domingo, o lugar estava cheio. Confesso que fiquei um pouco decepcionada. Achei a estátua pequena, e não tenho certeza se vale a escada que é preciso subir para chegar lá. Mas é um ponto turístico importante, e já posso dizer que estive lá!

A minha terceira viagem foi maravilhosa! O único problema é que não tivemos tempo suficiente no Museu de História Natural, então eu praticamente não li nada das plaquinhas! Mas há coisas muito interessantes: desde os dinossauros, até elementos de diferentes culturas! Minha visita ao museu serviu para provar que eu preciso voltar lá com o dia inteiro livre! E à tarde fizemos uma visita ao Central Park, com direito a tour guiado. É um lugar muito bonito e agradável de se estar.

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.