Blog

Mentoria ajuda universitários do Ismart na transição para o mercado de trabalho

17/10/17

Bolsistas recém-formados ou que já estejam na reta final da universidade têm acesso a profissionais de excelência nas suas áreas de atuação por meio do programa de mentoria do Ismart. Ao longo de um ano, os jovens participam de encontros com os mentores, presencialmente ou a distância, em que podem refletir sobre suas escolhas de carreira, além de conhecer melhor como será a prática da futura atividade profissional e as oportunidades do mercado de trabalho. O programa também potencializa a rede de relacionamentos dos alunos participantes.

+ LEIA MAIS: Programa de Desenvolvimento de Universitários do Ismart

“A transição da faculdade para o mercado de trabalho é difícil. Acredito que o mentor tem o papel de fazer com que esse movimento de adaptação seja muito mais rápido”, explica Diego Suguiyama Ribeiro, que cursa Administração na Unicamp e foi mentorado por Fábio Dall’Acqua, sócio da Constellation Asset Management. “Fábio me ajudou a entender que não tenho o perfil esperado para o mercado financeiro, como eu imaginava. Mas me interesso por trabalhar em empresas e, hoje, me sinto mais preparado para os próximos desafios.”

Diego Ribeiro fala aos colegas do Ismart sobre sua experiência nas atividades do Programa de Desenvolvimento de Universitários

O Ismart recomenda que mentor e mentorado se encontrem pelo menos uma vez por mês. A dupla recebe um guia com objetivos para cada sessão. “Diego chegou tímido, sem saber avaliar quais oportunidades seriam boas para ele. Conversamos muito e acredito que o ajudei a guiar a carreira de maneira melhor”, diz Fábio. Mesmo após a duração oficial do programa, eles continuam se falando e mantêm uma relação de confiança. “Muitas pessoas contribuíram para o meu desenvolvimento profissional. Quis fazer o mesmo para jovens que estão começando agora.”

Fábio já está se preparando para guiar um novo bolsista, enquanto acompanha os próximos passos de Diego. Hoje estagiário na área financeira do Grupo Ultra, o jovem de 21 anos deve se formar no fim de 2017 e mostra-se otimista para o que virá pela frente – o que deixa seu mentor feliz com o trabalho realizado.

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.