Blog

A jornada que meus sonhos me levaram

09/08/18

*Por Guilherme Rocha:

Do Poliedro-SP para Harvard, quero mostrar um pouco de como foi ser o último aluno, da 1° turma ISMART, a participar desse maravilhoso summer program!

Primeiramente, quero falar um pouco das minhas experiências iniciais. Os meus primeiros dias, aqui em Harvard, foram um tanto quanto conturbado. Acabei chegando em Boston com bastante antecedência e resolvi ir bem cedo para meu dormitório (Dunster House), para ter certeza que não ia me atrasar nem nada do tipo, mas, assim que cheguei lá, fiquei 1 hora com a minha mala na chuva esperando no portão errado, felizmente, tudo
deu certo no final das contas e eu consegui fazer o check-in sem problemas!

A mala, a chuva, e o garoto, ainda achando que estava no lugar certo.

O inglês também acabou me causando mais problemas do que eu imaginava. Sempre fui uma pessoa muito tímida, fico nervoso quando vou conhecer pessoas novas, imagina ter que fazer isso em inglês? Um pouco aterrorizante, eu admito. Como resultado, acabei não fazendo muitos amigos nesses primeiros dias, isso acabou me deixando um pouco ansioso, mas, com o passar do tempo, consegui me comunicar melhor com os outros e essa situação mudou um pouco!

Apesar desses pequenos problemas, meu summer superou, de longe, todas as minhas expectativas. Acredito que devo começar falando do meu curso “Introdução aos buracos negros”. Sinceramente, não tenho nem palavras para descrever o quão incrível foi ter essas aulas. Aulas com temática desde “como funciona a gravidade” até “ondas gravitacionais e distorções no espaço-tempo”, o curso te ensina coisas das quais nem os próprios pesquisadores têm certeza ainda! Entretanto, grande parte do curso também ocorre fora de sala, com lições de casa (que deveriam ter uma duração de por volta de 4 horas, mas duram muito mais) que intercalam leitura, escrita e cálculo de uma forma apaixonante.

Parte de uma das minhas lições de casa! \o/

Além disso, durante essas duas semanas, tive acesso a um total de 8 atividades extracurriculares! Atividades como participar de uma palestra sobre inovação e empreendedorismo, visita ao Museum of fine arts e até um filme que, até agora, ainda não entendi (o nome é annihilation, ele é um tanto quanto curioso, digamos assim) e participei de uma atividade de autoconhecimento com os os nossos queridíssimos proctors (que são as pessoas responsáveis pelos dormitórios).

Cinema, prestes a nos apresentar ao filme estranho.

Para finalizar, quero falar um pouco do caminho percorrido até aqui. Antes mesmo de vir para cá, esse summer program já vinha me transformando e me renovando. Com toda a preparação, graças a Prof° Anelisa, eu recuperei minhas esperanças e minha confiança, eu cresci e fui capaz de me tornar uma pessoa melhor. Nesse mesmo PREP Estudar Fora, tive exemplos que mudaram minha vida. Todos os meus colegas são simplesmente excepcionais e é, em grande parte, neles que se encontra minha inspiração. Além disso, tive que me esforçar muito para alcançar aquilo que eu almejava, sempre segurando firme em meus sonhos e em minha paixões e deixando me levar pelo melhor caminho. Dito isso, deixo essa mensagem final a todos que estiverem lendo:

Deixe suas paixões te guiarem e se prenda firmemente a elas. Indiferente do que aconteça, nunca deixe de acreditar que seus sonhos valem a pena, porque eles valem, e são eles que vão te fazer embarcar em uma aventura inesquecível de autoconhecimento, coragem e determinação.

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.