Blog

Mês do Voluntariado: histórias e vivências que fazem a diferença

01/08/18

No próximo dia 28, comemoramos o Dia Nacional do Voluntariado, mas resolvemos destacar o poder transformador de todas as iniciativas e ações voluntárias, da comunidade Ismart, durante todo o mês de agosto \0/.

Vamos contar algumas histórias desses nossos alunos inspiradores pela jornada da vida e da educação, multiplicando conhecimento, vivências e apoio para que cada um consiga alcançar seus objetivos.

Nessa rede de doar e receber, abrimos nossa série com o depoimento do nosso Universitário Ismart, Paulo Henrique, sobre o poder transformador, e de autoconhecimento, do voluntariado no programa de mentoria com o Ismart Online. Boa leitura!!! :)


“Ser mentor do Ismart Online, sob meu ponto de vista, é ingressar na mais vasta troca de experiências possível: dar luz ao autoconhecimento. No pacote, está incluído o atalho para, nós universitários, iniciarmos a retribuição para a comunidade e, como brinde exclusivo, desenvolvemos (e muito) nosso tato com pessoas (a famosa empatia).

A mentoria é uma forma de mostrar aos jovens ismartanos que o principal porto seguro está neles próprios. Quando eu estava no projeto Alicerce, a autocobrança exagerada que sentia me fazia acreditar que as respostas estavam do lado de fora. Essa impressão não era infundada, afinal nós trabalhávamos em dobro como a galera do ISMART Online faz, é a escola pública e as atividades do ISMART, sempre buscando a excelência e as notas e avaliações são feitas por outras pessoas.

Somente quando pude ser orientado por alguém, e isso foi só na faculdade, percebi que a grande questão é saber quem eu quero ser, onde quero chegar e no que quero melhorar.

No dia a dia da mentoria, demonstramos para estes alunos que eles são o futuro do ISMART, porque somos extremamente parecidos em nossas histórias. Mesmo assim, é  estranho chegar falando que já passou por tudo aquilo, que temos vivências parecidas e que conversar sobre qualquer coisa, na tentativa de conquistar a confiança e simpatia dos mentorados. É aí que residem os grandes desafios.

Nós mentores temos que estudar constantemente maneiras de nos aproximarmos lentamente dos alunos, criarmos vínculos com o grupo e mostrar o quão longe eles podem ir. Assim como as respostas para a maior parte das crises, lágrimas e incertezas deles estão neles próprios. Sem réguas e cobranças padronizadas, tudo com base nos preceitos de cada mentorado, considerando sua situação.

Para mim, ser voluntário é um lindo exercício de humanidade. E quem disse que ser humano é fácil?”

Um abraço,
Paulo Henrique Sousa
*O mentor Paulo Henrique Sousa, Universitário Ismart, cursa engenharia de materiais na Escola Politécnica da USP e iniciou a mentoria em 2018.

O programa e mentoria do Ismart Online tem 100 mentores voluntários da rede – universitários e graduados – que estão lidando com mais de 700 alunos do projeto.

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.