Blog

Três dias em Nova York

13/08/16

* Por João Marco Oliveira Barros

Acho que estou um “pouquinho” atrasado com os meus textos aqui no blog, mas prometo que este e o próximo vão compensar a minha ausência. Bem, para começar, sou o João Marco, estudo no Colégio Embraer Juarez Wanderley, em São José dos Campos, e atualmente curso o 3º ano do ensino médio.

No aeroporto de SP com meus pais e meu primo

No aeroporto de SP com meus pais e meu primo

Quando as pessoas falam que Nova York não para, isso é verdade. Tem tanta coisa para conhecer, que é até frustrante não ter tanto tempo suficiente para visitar. Museus, restaurantes, parques, atrações, pontos turísticos e muitas histórias constroem essa cidade. Este primeiro texto será uma mistura de como sobreviver em Nova York e como eu aproveitei a cidade. I hope you enjoy it!

Meu primeiro dia foi bem confuso, começando pelo metrô. Aqui vai uma dica: existem dois sentidos (uptown – sentido norte – e downtown – sentido sul) e dois modos de viagem (local e expresso). Tome muito cuidado com isso se você pretende usar o subway. Ele pode te levar a todos os lugares da cidade, até mesmo aos lugares que você não quer ir.

Se você pretende conhecer um pouco sobre um dos maiores eventos de NY definitivamente deveria passar no Ground Zero (onde ficavam as Torres Gêmeas), um lugar carregado de história.

Depois de andar mais um pouco pela parte baixa de Manhattan, eu e o André, colega do Ismart que também viajou comigo para lá, encontramos uma atividade bem interessante para fazer: um tour de navio pelo rio. Passamos pertinho da Estátua da Liberdade (o que é um tanto quanto estranho, já que eu a visitei antes de conhecer o Cristo Redentor), Ilha do Governador, Ponte do Brooklyn e ainda vimos a cidade de New Jersey.

Para terminar o dia, marcamos de encontrar alguns outros brasileiros no Hard Rock e dar uma volta na Times Square. De verdade, pela primeira vez na vida o meu lanche veio igual ao que estava no cardápio!

No segundo dia foi a vez de desbravar o Central Park e todas as suas atrações! Aquele lugar é muito legal e extremante grande. Em outras palavras, você vai se perder lá, querendo ou não. Uma coisa que muita gente não sabe é que dois importantes museus ficam dentro do parque, como é caso do Museu Americano de História Natural (AMNH, na sigla em inglês) e o Metropolitan. As cinco horas que passei no AMNH não foram suficientes para entrar em todos os halls e ver todas as exposições. No entanto, conseguimos encontrar várias atrações icônicas, como os dinossauros, a grande baleia, o salão da evolução e os animais!

Para finalizar o segundo dia, visitamos o Rockfeller Center (foto abaixo) e subimos no Top of the Rock. Ao subir cerca de 80 andares, conseguimos observar como a cidade de Nova York nunca perde seu brilho, mesmo quando o sol se põe.

13

Para completar nossos três dias antes do YYGS, na Universidade Yale, conheci um dos lugares mais incríveis de Nova York: a Universidade Columbia. Aquele lugar é magnífico e, sem dúvidas, só fez minha vontade de estudar lá crescer!

15

16

Depois fizemos um tour em todas as principais atrações da Times Square. Conhecemos a loja da M&M’s, passamos pela loja da Hershey’s, conhecemos os famosos letreiros que nunca se apagam e além disso ainda compramos nossos ingressos para assistir a um espetáculo na Broadway!

Aqui vai mais uma dica: muitos shows da Broadway são incrivelmente caros, então vale apenas esperar para comprar os ingressos nas cabines de desconto na manhã do dia do show. Não raramente você conseguirá comprar os ingressos por 50% do valor – ou até mais baratos. Caso o dinheiro esteja curto, existe outra possibilidade de experimentar o gostinho da Broadway sem precisar assistir a um show. Tem um café chamado Ellen’s Stardust e lá os atendentes cantam e dançam enquanto anotam e fazem os pedidos!

Nosso dia se encerrou após assistirmos a “Chicago” e visitarmos pela última vez a Times Square à noite.

No próximo post vou falar sobre o Young Yale Global Scholars (Yale). Aguardem!

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.