Blog

Universitários do Ismart discutem formação de lideranças para o País

06/10/14

Um grupo de universitários do Ismart organizou em setembro uma “roda de conversa” sobre formação de lideranças para o Brasil. O debate ocorreu no Insper, em São Paulo, e contou com a presença de 14 alunos do ensino superior, além de dois vestibulandos e um ex-bolsista graduado.

O bolsista da Fundação Estudar Ralf Toenjes foi o convidado especial. Ele é empreendedor social e terminará três graduações neste ano: Administração e Economia no Insper, além de Direito na USP.

A discussão teve início com uma provocação. No quadro da sala de aula, os alunos escreveram: “Você identifica um problema no Brasil? Tem alguma ideia para resolver?”.

Segundo uma das organizadoras da atividade, a aluna de Direito da FGV-SP Itamize Nascimento, de 19 anos, o tema escolhido tem bastante apelo entre os jovens. “Embora às vezes pensemos que a nossa contribuição não trará nada de novo, ou que não fará diferença para ninguém, é na capacidade de expor pensamentos e opiniões que está a importância de debates como este.”

Itamize diz que as rodas visam a desenvolver o pensamento crítico da comunidade de universitários do Ismart. “Espero que mais colegas participem das próximas vezes.”

Roda_Conversa_Universitarios_2

A aluna de Direito Itamize Nascimento valoriza o debate

O próximo encontro já tem data definida: 11 de outubro, no Insper, com o tema “O meu lugar na universidade”. O economista e fundador da Edukar, Roberto Tesch, e o educador Caio Tieppo, da Escola Lourenço Castanho, serão os convidados especiais. O debate abordará temas como a satisfação com o curso superior, além de abrir espaço para a troca de dicas sobre como aproveitar melhor a fase universitária.

Conexão

As rodas de conversa são uma atividade rotineira do programa de acompanhamento dos bolsistas da educação básica do Ismart. Trata-se de reuniões mensais com as turmas de alunos, conduzidas por psicólogos e pedagogos do Ismart, que servem para aconselhamento e troca de experiências entre os estudantes.

Os universitários que organizaram a primeira roda de conversa do ensino superior lembraram-se das reuniões que tinham nos níveis fundamental e médio e “reinventaram a roda”. Agora, eles assumem uma postura mais proativa, passando a definir os temas das conversas e a chamar convidados externos.

“A roda de conversa do ensino superior é exemplo de uma nova e desejada fase no Ismart, em que o grupo de universitários protagoniza transformações em seu entorno”, diz a coordenadora do Programa de Desenvolvimento de Universitários do Ismart, Tânia Machado.

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.