Blog

Bolsistas Ismart contribuem com o desenvolvimento sustentável e fazem a diferença

31/10/18

Em 2015, durante uma reunião da ONU, foram estabelecidos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030.
O Ismart já contribui nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, principalmente, para o Objetivo 4 – Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.

Hoje, o Ismart oferece uma possibilidade diferente para o futuro de alunos que, originalmente, estudam em escolas públicas e recebem a oportunidade de vencer as estatísticas e de adquirir conhecimentos sólidos que os levarão para institutos de ensino superior de excelência no Brasil e no mundo. E os nossos bolsistas, Bianca Freire, Amanda Sakaguti e Paulo Victor Vaz também contribuem para o desenvolvimento sustentável.

O Paulo Victor Vaz criou o EcoBento, uma campanha de conscientização que visa reduzir o consumo de copos descartáveis no colégio de São Bento, onde estuda no Rio de Janeiro. A Bianca, por sua vez, criou dois projetos: o ODEG (Oficina de Desconstrução de Estereótipo de Gênero) e o SuperAção. O primeiro tem como objetivo romper com padrões de gênero, com base no programa da ONU Mulheres, mostrando aos alunos diferentes atuações independentemente de ser homem e mulher. Já o segundo – criado com ajuda de Amanda – surgiu de vontade de ajudar o jovem a entrar no Ismart, dando todo o suporte necessário, incluindo aulas de português e matemática, tirar dúvidas sobre o processo seletivo e dar conselhos.

Os alunos inscreveram seus projetos em uma campanha realizada pelo movimento Acredito e Agora, chamada “Meus ODSs” e foram selecionados para participar da reunião do Pacto Global, no escritório da Onu São Paulo. Nessa reunião, discutiram como aplicar e trazer os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para a realidade brasileira, além de métodos para cobrar as autoridades no pós-eleição.

Confira agora o nosso bate-papo com a Bianca sobre como foi participar desse evento:

ISMART: Como foi a experiência de participar de uma reunião tão importante do Pacto ?
BIANCA: Foi extraordinário estar naquele meio. De início, eu fiquei um pouco assustada, porque além de ser a mais nova da sala, todas as iniciativas eram maiores do que a minha. Porém, conforme o dia foi passando, eu percebi o quão valiosa aquela manhã estava sendo, justamente por ter tanta gente sensacional comigo. Mais do que isso, eu percebi que havia um motivo pelo qual eu estava ali, e que meus projetos são tão válidos quanto quaisquer outros. Conversando com pessoas tão boas, eu concluí que cada trajetória era afetada por algo em específico, e os esforços de cada um eram voltados para isso.

ISMART: Teve algum momento em especial que te marcou no encontro?
BIANCA: Acho que o encerramento foi a parte mais marcante para mim. Todos disseram palavras que resumiriam a manhã e tudo girou em torno de “amor”, “esperança” e “caminho”. Ver a determinação no olhar de todos foi inestimável.

ISMART: E 0 que a Bianca vai levar de aprendizado dessa experiência?
BIANCA: O que mais me tocou, de longe, foi perceber o poder de mudança que emana das pessoas. Esse poder vem dos mais diversos lugares e ambientes e é isso que realmente impacta as pessoas. Em tempos tão críticos para o país, eu fortifiquei o pensamento (já existente) de que o que tem que mudar não são só as autoridades, somos nós também. Principalmente, eu percebi que já há pessoas que estão envolvidas nesse processo e essas pessoas estão fazendo a diferença em seus meios. Mais do que isso, eu percebi que quero ser uma dessas pessoas que vão à luta pelo que acreditam.

:)

 

Newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre o Ismart.