Skip to main content

Se você é apaixonado pela matemática, assim como os nossos Ismartianos, e quer mandar bem no Teste Online do Processo Seletivo Ismart, aprender ainda mais sobre o tema ou participar de Olimpíadas de Matemática, é importante manter uma rotina de estudos mais leve e divertida. Para isso, existem algumas dicas de como estudar matemática sem ultrapassar os seus limites, de forma saudável.

Com uma rotina cheia de estudos, trouxemos algumas ideias para você se divertir nessa jornada de preparo e aprendizado. Confira!

Organize a sua rotina e coloque prioridades

Antes de colocar a mão na massa, pesquise tudo o que puder sobre olimpíadas anteriores. Assista vídeos produzidos por quem já participou da olimpíada e obteve notas altas, procure pelas provas anteriores, leia entrevistas e converse com os seus professores para entender o melhor caminho para os estudos.

Quando sabemos quais serão os principais pontos exigidos pelo teste, conseguimos planejar uma rotina de estudo alinhada com os nossos objetivos, colocando as prioridades no topo da lista de afazeres.

Para a fase de pesquisa sobre a prova, acesse o site da instituição que aplica e procure pela biblioteca com os desafios e gabaritos dos anos anteriores. A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) possui um banco de questões das provas anteriores, assim como a Olimpíada Brasileira de Matemática e outros projetos.

Separe o seu tempo em partes, como estudar matemática, treinar os aprendizados resolvendo questões e interpretando enunciados, e realizar a revisão dos tópicos que teve dificuldade ou dúvidas.

Durante os estudos, estimule o seu raciocínio lógico e a criatividade. Evite decorar fórmulas e foque em entender o que o enunciado pede e os meios de chegar a resposta correta. A matemática é plural, existe mais de um jeito de responder às perguntas.

As redes sociais podem ser suas aliadas

Uma das dicas para estudar para a prova de matemática de um jeito divertido é com o auxílio das redes sociais. Sim, elas podem ser suas aliadas nessa jornada rumo à primeira colocação das olimpíadas.

YouTube

No YouTube, temos duas referências da matemática! O Professor Ferretto ensina matemática com foco em vestibulares desde 2014. Hoje é um dos maiores nomes e possui uma plataforma de ensino com todas as matérias, como um reforço para os estudos.

Outro grande nome das aulas de matemática é a Prof Gis, com o seu canal Gis com Giz Matemática. Com um humor alegre, ela dá aulas para todos as idades e separa em playlists as aulas de cada ano do ensino, desde o Ensino Fundamental ao Ensino Médio.

TikTok

O professor Rafael Procopio, @matematicario, trabalha com a lógica em todos os seus vídeos e mostra as possíveis respostas ao enunciado com as diferentes interpretações do desafio na plataforma do TikTok.

Se você quer um formato diferente e engraçado, o Prof Cabral, @professor.cabral, leva as questões do Enem e da OBMEP para o seu perfil com narração de cada um dos passos.

O professor Dr. Rafael Bastos, @mrbeandamatematica, se inspirou no Mr. Bean, um personagem de uma série de comédia dos anos 1990 muito conhecida, para mostrar o seu jeito único de resolver os problemas matemáticos de forma prática e rápida.

Podcast

Você pode estar pensando, como estudar matemática usando podcasts? Isso é realmente possível? A resposta é simples: SIM, é totalmente possível. Além de aprender sobre alguns conceitos básicos da matéria, você tem acesso a curiosidades e conteúdos que te preparam emocionalmente para as provas.

O podcast Matemática Enem possui conteúdos teóricos sobre progressão aritmética, função quadrática, logaritmo e muitos outros assuntos.

Uma dica bônus é o podcast InterpretaCast, que fala sobre o Enem “com informações tão importantes quanto as aulas” e episódios novos toda segunda-feira. Em seu episódio 9, ele explica que a matemática não é só matemática, mas exige a interpretação dos enunciados.

 Dica extra do Ismart

Se você conhece algum estudante com essas características, indique-o no Processo Seletivo Ismart que está com as inscrições abertas. Podem concorrer a bolsas de estudo  alunos do 7º ou 9º ano do ensino fundamental, que residam nas cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), São José dos Campos (SP), Cotia (SP) ou Sorocaba (SP). A inscrição para qualquer um dos três programas (Alicerce, Bolsa Talento ou Ismart Online), pode ser feita gratuitamente pelo site

Deixar comentário